quarta-feira, 24 de abril de 2013

Respeito



Uma das primícias deste blog é justamente promover o amor e o respeito com a vida e todas as suas formas de manifestação. Não estou aqui para julgar ninguém, quero apenas fazer um convite à reflexão.

No entanto, é lastimável qualquer forma de agressão, seja física ou verbal, em especial quando se está defendendo uma causa justa ou nobre. É como se perde-se neste momento a razão pela qual está lutando. 

Em tantos outros posts eu comentei sobre o perigo que se tem dos dominados agirem como seus repressores, quando lhes é dado a oportunidade. De alimentar o ódio dentro de si quando se sentir rejeitado ou excluído.  Do viver no exílio social, o fazer acreditar que somente seu modo de vida é o único para ser feliz e que todos os outros estão errados. Do desprezo e da raiva recebidos o fazerem acreditar que são os únicos corretos, e que qualquer ato é justificado por se encontrarem em uma minoria, e assim todos encontram-se obrigados a aceitá-los

Só que o problema não é a aceitação, por mais que este o doa, mas sim o respeito.

Hoje, um grupo de ativistas do grupo FEMEN jogou água no acerbispo de Mechelen, em Bruxelas, Andre Joseph Leonard. Em outros episódios ele também foi atacado com tortas na cara. O mesmo que reconheceu os erros do passado da Igreja e que declarou apoio às vítimas e punições aos casos de pedofilias que envolvem à Igreja

Infelizmente, assim como tantos outros, o acerbispo possui ideias conservadoras, e ao fazer declarações em seu livro associando a Aids e relações homossexuais levantou polêmica, o mesmo feito pelo pastor Silas Malafaia recentemente. Até transcrevo um dos comentários que li em um blog a respeito, que acho válido para pensar:
"...
O que assusta tanto estas "autoridades religiosas"? O que os leva a semear ódio e discordia contra pessoas que nada fizeram contra eles?
Será que estas "autoridades" irresponsáveis não sabem que alimentam mentes doentes que matam jovens nas ruas somente por sua sexualidade?
O que leva padres e pastores a lutarem diariamente contra gays e lésbicas?
Que tipo de religião condena pessoas pela prática do amor?
Ficam as perguntas... Vamos construir as respostas!    ..."

Apesar de não entender estas formas de limitar e subjugar o ser humano temos que entender que o problema não é se manifestar publicamente que não aceita as relações homoafetivas para suas vidas, e que preferem acreditar que podem "curá-las" deste mal. É a forma que pensam, que acreditam. Elas possuem este direito de pensar. Recentemente fiquei muito triste ao ver uma pessoa muito próxima a mim, estudada, não adepta ativamente a alguma religião, manifestar total aversão ao universo gay. Fiquei triste, inconformada, mas é o seu jeito de pensar, então tenho que respeitar. Inclusive, muito me surpreendi com o vídeo do pastor Silas Malafaia sobre a liberdade de expressão, com o qual concordei, apesar de não achá-lo adequado para liderar a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), um cargo que necessita de uma pessoa mais aberta ao ser humano como ele é, sem qualquer interferência ideológica.

As pessoas podem expressar suas opiniões, a liberdade lhes é garantida. Mas este direito resguardado não os isentam das sementes que germinarão. É necessário ter cuidado para não semearem ódio, intolerância e repugnância. 

Assim, como tantas outras vezes disse neste espaço, a intolerância é inaceitável, seja qual for o objeto de ódio: raça, time, sexo, preferência sexual, religião, entre tantos outros.

No entanto, há um limiar importante em qual papel eu me encontro e exerço. Se sou o subjugado, se sou a minoria, tenho que tomar cuidado para não inverter o papel deste ciclo de ódio, para não desencadear esta violência que se vê retratada nestas tristes manifestações. Se sou a maioria, tenho que ter maior compaixão com o outro, sem qualquer julgamento, evitando criar abismos nas relações e não fomentar o desprezo. 

Não há uma forma única de se viver, de amar, de acreditar. Viva as relações plurais, e o crescimento que é acrescentado com elas!

Todos nós temos o direito de sermos quem queremos ser. No entanto, não temos que impor nosso modo de vida. Apenas devemos buscar o respeito pela vida e suas formas plurais!

sábado, 13 de abril de 2013

The light that died in my arms


A luz que morreu nos meus braços....

video

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Justiça



Gostaria de fazer uma postagem em prol da justiça no Brasil, algo que pode até parecer demagogo, mas importante enfatizar.

O nosso atual ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) é um exemplo de pessoa com ética e coragem para defender a justiça, indiferente dos "jogos políticos" ou interesses individuais. 

Hoje mais uma vez vi uma atitude de enfrentamento corajoso deste homem ao questionar a criação de novos TRF's que aumentarão em bilhões os gastos dos cofres públicos, aumentando ainda mais o inchaço de servidores nos tribunais já existentes, a partir de emendas constitucionais aprovadas pelo senado e câmara. 

Fico profundamente triste, quando vejo pessoas tentando desmerecer quem está tentando fazer algo, como se isso deixasse a consciência destas mentes "menos culpadas" por estes "heróis" serem "humanos" também. Quem não o é? Quem não erra também? Estas pessoas são oportunistas e ao invés de propagarem o "bem" ficam buscando defeitos em que está tentando fazer para divulgarem, como o episódio do jornalista ofendido. Isto me lembra aqueles que se dizem "profissionais" e ficam perseguindo uma matéria a qualquer preço e acusam famosos por serem grosseiros depois de incansáveis perseguições e inconveniências.

Que não sejamos ingênuos a desejarmos heróis e exemplos imaculados, somos todos humanos, sujeitos à limitações e falhas, mas são nossos atos e escolhas diárias que nos definem.

Que nosso ministro consiga continuar exercendo seu cargo com esta força e discernimento. Que mais pessoas se espelhem em suas atitudes e reaprendam o verdadeiro sentido de "justiça", tão esquecido em nosso país e no mundo. 

Um ode à justiça! Paz, justiça e bem!

sábado, 6 de abril de 2013

Girl On Fire (Alicia Keys)


video


She's just a girl, and she's on fire

Hotter than a fantasy
Lonely like a highway
She's living in a world, and it's on fire
Feeling the catastrophe, but she knows she can fly away

Oh, she got both feet on the ground
And she's burning it down
Oh, she got her head in the clouds
And she's not backing down

This girl is on fire
This girl is on fire
She's walking on fire
This girl is on fire

Looks like a girl, but she's a flame
So bright, she can burn your eyes
Better look the other way
You can try but you'll never forget her name
She's on top of the world
Hottest of the hottest girls say

Oh, we got our feet on the ground
And we're burning it down
Oh, got our head in the clouds
And we're not coming down

This girl is on fire
This girl is on fire
She's walking on fire
This girl is on fire

Everybody stands, as she goes by
Cause they can see the flame that's in her eyes
Watch her when she's lighting up the night
Nobody knows that she's a lonely girl
And it's a lonely world
But she gon' let it burn, baby, burn, baby

This girl is on fire
This girl is on fire
She's walking on fire
This girl is on fire

Oh, oh, oh...

She's just a girl, and she's on fire


Link: http://www.vagalume.com.br/alicia-keys/girl-on-fire-traducao.html#ixzz2Pjg1Ivo1