quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Começar!


Enfim darei início à publicação de meus devaneios....


É sempre complicada esta parte, mas tentarei me permitir. Derramar-me já faz parte de minha natureza, que outrora usava de outros meios para fazê-lo. Agora faço do meu mundo digital, mundo de Corydora, um meio para expandir meus sentidos, minhas inspirações e expirações.

Quando algo suscita em meu coraçãozinho, é como se fosse uma brasa quente que precisa ser derramada para que assim, o molde seja feito, e o trabalho concluído. Ou como o agitar das asas de uma borboleta esperando ansiosamente por libertar-se do seu casulo e voar.


E incrivelmente, ao ser findado, vem uma paz aconchegante para o que até então eu sentia como um inquietante desalento. Como se uma imensidão de sentimentos que havia em mim como um tremendo turbilhão que precisa ser expelido, encontrasse agora em profundo sossego, sentindo-se realizado, gozado, fecundado.


Que se abram as cortinas! Sejam bem-vindos ao meu mundo e façam parte dele!

2 comentários:

Andrea Dyniz disse...

Críssia, amei!
É assim que eu vejo as coisas também!!!
Bjs,
Andrea Dyniz Leão

Corydora disse...

Obrigada Andrea!!! Compartilhe sempre que quiser seus pensamentos aqui!